Marmelada de maçã


A Susana fez esta magnífica marmelada de maçã, com as maçãs que eu trouxe do Sargaçal. É muito fácil, mas os resultados variam com a matéria prima. Com o primeiro tipo de maçãs o sabor resultou bastante menos intenso do que com estas (uma espécie de “golden”).

No geral são maçãs bastante fracas, provenientes de árvores negligenciadas e em geral inviáveis. Já plantamos seis macieiras em Fevereiro para as substituir.
A receita:
Maçãs (2kg por exemplo, descascadas, mas com alguma casca)
Açucar (metade do peso das maçãs)
Sumo de meio limão
Um pau de canela (o nosso caso) ou baunilha
Coloca-se tudo na panela, com o fogão no mínimo, mexendo de vez em quando. Tem de se deixar ganhar ponto a gosto (mais claro ou mais escuro), mas estará no lume pelo menos três horas. Depois de arrefecer é só colocar nas tijelas e deixar uns dias ao sol para secar.

5 Responses to “Marmelada de maçã”

  1. amelia

    marmelada de maça penso eu que não existe mas sim maçasada porque marmelada é feito da fruta de marmelo. e querendo fazer este genero de doce com as frutas que se queira sera de maça- maçasada de uva uvada de pera perada de morango morangada, goiaba , goiabada etc.

  2. José Rui Fernandes

    Não necessariamente. Se uma receita ou um método for aplicado a outros ingredientes, pode adquirir o nome original, porque não? Marmalade em inglês, apesar de ter origem na palavra portuguesa marmelada é na verdade para nós compota de laranja (ou outros citrinos). De todas as palavras que refere, só conheço goiabada, portanto para já, mantenho-me na marmelada, neste caso de maçã (que de resto é também um aditivo muito comum na menos que estrelar marmelada comercial). Repare que em inglês seria Quince Cheese (queijo de marmelo), mas não é realmente queijo… Quer dizer, o queijo é suposto ser de leite.

  3. Manuel Lourenço

    Deixe os preciosismos Dª. Amélia, até porque, alguns dos termos que quis “ensinar-nos”, não constam nem no velhinho Cândido de Figueiredo (1924) nem no Lello Universal (1976) nem na Gr. Enc. Portuguesa Brasileira, que como sabe está em constante actualização; talvez por isso se possa fazer marmelada de peras! É que descobri uma cultivar que é conhecida por pera marmela. E não me venha dizer que não se pode fazer marmelada de muitas maneiras sem necessidade de marmelos, ou talvez não!

  4. Domingos Fernandes

    Vou meter o bedelho, passo a expressão.
    A marmelada é de marmelos, realmente, mas também é uma técnica culinária. Assim. Passou para o nosso léxico como forma de produzir uma conserva doce, sobretudo de pomóides, como os marmelos, maçãs, misturas das duas, até.
    Existem também as pessegadas, de pêssegos, claro está, a goiabada já referida noutros comentários, que no fundo é a mesma técnica mas com frutos distintos.
    No livro de receitas em português mais antigo, o Livro de Receitas da Infanta D. Maria, surge uma receita de perada, muito em voga naqueles tempos das descobertas. Podemos, então, dizer, que perada existe, mesmo que os dicionários não o citem. Assim como se poderá chamar maçãzada à compota resultante do cozimento de polpa de maçãs em açúcar.
    Creio que às vezes é só mais simples ler as receitas e experimentá-las ao invés de entramos na minúcia do que lhe chamar.
    Peço desculpa pela intromissão e… Boas marmelada!

Deixe uma resposta

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.