Plantar uma árvore

Porque é que alguém há-de querer plantar uma árvore? Por muitas razões. Porque gosta, porque precisa de mais privacidade, uma sombra no Verão, protecção dos ventos frios do Inverno, porque precisa de uma barreira sonora, para reduzir a erosão do solo, para reduzir a poluição do ar, pelo seu valor económico, para aumentar o valor de uma propriedade, pela beleza, pelas flores na primavera, pelos frutos, para abrigar pássaros e outros animais, porque quer oferecer a uma pessoa ou lembrar alguém…

Antes de escolher
Escolher uma árvore deve ser uma decisão bem ponderada. Trata-se de um investimento de uma quantidade de tempo considerável, por vezes de várias gerações, centenas ou mesmo milhares de anos. Também pode ser um investimento relativamente avultado de dinheiro, pois algumas árvores são bastante caras.
Uma árvore inapropriada para o local, pode ser um fonte constante de aborrecimentos, problemas, manutenção ou mesmo acidentes. Antes de escolher, deve tirar partido da abundante informação disponível em livros ou na internet.

Algumas considerações a ter em conta
Para que vai servir esta árvore? Para algum dos propósitos da introdução deste texto, ou outro?

A espécie é apropriada para o clima e solo do local? Tenha também em atenção os micro-climas do local. Uma árvore autóctone não poderá falhar neste aspecto.

Que tamanho atingirá? Quando se planta uma árvore com 30cm ou 150cm, é difícil imaginar o espaço que ocupará passados apenas 20 anos, podendo tomar conta de todo o espaço e Sol disponível. Infelizmente, muitas árvores são plantadas apenas para serem removidas uma década ou duas depois, o que não faz sentido.

Qual é a esperança de vida da árvore? Há árvores que vivem centenas ou milhares de anos, mas outras apenas algumas dezenas. Estas árvores de vida mais curta, são geralmente menores e podem oferecer algumas vantagem além do tamanho, como a forma, frutos ou interesse ornamental elevado. Também podem preencher o espaço enquanto as árvores de grande porte amadurecem.

Tem algum valor ornamental especial, como cor da folhagem, flores ou frutos? Algumas árvores têm interesse extra em determinadas épocas do ano. Tem de se ter em consideração que as árvores que frutificam, por vezes sujam os caminhos e pátios abundantemente. O exemplo extremo que me lembro é o diospireiro. Para esses locais não é de considerar este tipo de árvores.

Tem alguma susceptibilidade a doenças, insectos ou outro problema que possa reduzir o seu encanto? O controlo de pestes pode ser difícil e ainda mais sem o recurso à indústria química que é desaconselhado. Se a espécie é frágil nesse aspecto, talvez valha a pena considerar alternativas.

A espécie é comum na vizinhança? Diversificar permite abrigar mais vida selvagem e impede que uma única doença possa atacar todas as plantas.

A árvore é perene ou caducifolia? Uma árvore perene oferece sombra e abrigo durante todo o ano. Também são mais eficazes como barreira para o vento ou ruído. As árvores de folha caduca, dão sombra no Verão, mas permitem que os raios solares passem no Inverno. Como marcam acentuadamente as estações do ano, têm um valor decorativo elevado. Mas também é bom pensar na limpeza das folhas no Outono.

O local
É essencial escolher bem o local, sendo por vezes a diferença entre uma vida longa e digna, ou curta e cheia de problemas. Não sei como anda a lei relativamente a plantação de árvores de grande porte que posteriormente pendam para o espaço público. Convém verificar antes a distância permitida aos passeios ou iluminação pública, por exemplo.
Tenha também os vizinhos em consideração. Eles podem não achar muita piada a um enorme cedro que lhes tape a luz do Sol, ou a ter o pátio cheio de frutos e folhas em determinadas épocas. Certas árvores, como a Figueira, têm uma distância regulamentar a poços e cursos de água (julgo que 50m).
Em última análise deve-se sempre considerar o tamanho da árvore adulta, relativamente ao local pretendido.

Plantar
Uma árvore bem plantada e tratada, num local onde esteja feliz, crescerá muito mais depressa que noutras condições.
Os exemplares podem ser adquiridos em vaso ou com raíz nua. Neste último caso, são muito mais baratas e foi assim que adquirimos a maior parte das árvores florestais para o Sargaçal. Quando envasadas, as árvores podem ser plantadas com sucesso durante todo o ano, desde que devidamente regadas.

Costumamos cavar buracos de tamanho considerável, o triplo do diâmetro do vaso e o dobro da profundidade. No caso dos 100 primeiros Castanheiros, foram buracos consideravelmente maiores (não adiantou por aí além).

Colocamos no buraco uma quantidade grande de matéria orgânica. Composto comprado ou compostado no local. Depois cobrimos com uma ligeira camada de terra, para que as raízes não toquem directamente nesta matéria. Também se pode misturar a matéria orgânica na terra que saiu do buraco.

Em vaso, deitamos a árvore ao lado do buraco e batemos no lado do vaso e também no fundo para libertar as raízes. Retira-se a árvore gentilmente, sem desfazer a terra que vem agarrada. Se a concentração de raízes já for demasiada, pode-se tentar soltar algumas.

Nas de raíz nua, deve-se encurtar raízes excepcionalmente longas. Também distribuir o sistema radicular equilibradamente na cova.

Coloca-se a árvore no buraco, tendo o especial cuidado que fique na vertical e exactamente no mesmo nível de profundidade que estava anteriormente. Habitualmente, está bastante visível uma marca no tronco.

Enche-se o buraco com a mesma terra que de lá saiu. Deve-se retirar previamente as pedras, paus ou raízes que eventualmente tenha. Calcamos um pouco e rega-se abundantemente para que a terra que cole bem às raízes. Esta rega deve ser efectuada mesmo se estiver a chover.

Por fim, pode-se fazer uma caldeira (um redondo para a água se acumular), fazendo um montinho de terra à volta da árvore, mas não retirando terra de junto do tronco. Pode-se também cobrir o solo com mais matéria orgânica (palha, estilha de madeira) deixando sempre cerca de um palmo em volta do tronco.

As estacas ou tutores, podem ser o maior inimigo da jovem árvore e nunca as usamos na plantação. Já aconteceu no entanto, a árvore começar a dobrar ou a ficar desiquilibrada e aí colocamos um tutor. No entanto, esta operação a posteriori pode danificar o sistema radicular. Se o locar é ventoso ou a árvore muito frágil, mais vale então fazê-lo durante a plantação. Nesse caso, deve-se cuidar para que a estaca nunca toque no tronco.

Depois, é só tratá-la bem, o que significa praticamente regar regularmente durante os dois primeiros anos de vida. É bastante gratificante vê-las crescer, mas não adianta ter pressa, apesar de já ter visto uma cerejeira crescer uns 2,5m num ano, a maior parte cresce muito mais lentamente, mas sempre de forma visível. Tudo somado, é muito bom plantar árvores.

Links de interesse

American Forests
Como plantar uma árvore.

Kids F.A.C.E.
Como plantar uma árvore, nesta organização de crianças ambientalistas.

Canadian Tree Planting
Um site interessante de uma profissão que nem sabia que existia — plantadores de árvores profissionais e em massa.

BBC Gardening
O básico de como plantar uma árvore, com boas fotografias explicativas. Nota: não vejo necessidade da estaca no fim, para o exemplar ilustrado.

47 Responses to “Plantar uma árvore”

  1. armando

    Claro que é bom plantar uma árvore.
    É das coisas mais gratificantes que se podem fazer na vida.
    Árvore não é só matéria, é vida, é alma, é tranquilidade, é fantasia.
    Adoro árvores. Adoro este blog!

  2. carla afonso

    Faço minhas as palavras do Armando, em relação às árvores, mas também ao blog! É espantoso como arranja tempo para reunir tanta e tão boa informação. Sou uma cliente cada vez mais assídua.
    E sim, ver crescer uma árvore pode encher-nos de um prazer, onde não há lugar para constrngimentos: não engorda, não tem colesterol, nem é “pecado”! Pode causar habituação, mas há dependências que valem a pena. Pelo verdadeiro serviço público que me tem prestado, obrigada!

  3. José Rui Fernandes

    Cara Magda, este texto é exactamente sobre esse assunto, acho que veio ao lugar certo. E para mais informações (em inglês), basta seguir os links.

  4. Manuela guerreiro

    Oi, será que pode me ajudar? Tenho uma figueira há uns quatro anos e ela não cresce , continua com uns 2 metros ;crescem folhas grandes e depois caem e assim vai.Depois fica sem folha alguma.Ela está plantada em Teresópolis ,região serrana do RJ.Já pensei em trocá-la de lugar,pois sempre affofo a terra e adubo,mas não corresponde.Será que precisa de um cultivo difenciado?
    Obrigada Manuela

  5. José Rui Fernandes

    Cara Manuela, plantei uma figueira no Sargaçal há três anos e também posso dizer que o desenvolvimento é praticamente nulo.
    Não sei nada sobre a região onde tem a sua árvore. De qualquer modo, é uma árvore que gosta de tempo quente; a chuva durante a frutificação é prejudicial e faz com que os figos se abram; de resto é muito tolerante relativamente ao solo e só não gosta de solos muito ácidos; tolera alguma salinização.
    Eu não a mudaria de lugar. A figueira tem umas raízes mesmo muito poderosas e a perturbação numa árvore já estabelecida só pode prejudicar. O excesso de adubo também não será bom. A figueira consegue ir colher nutrientes muito longe e onde precisa.
    A sua tem 2m, a minha tem no máximo 1,5m — mas não perdi a esperança de a ver crescer.

  6. Marize

    Adoro árvores, se pudesse viveria num quintal bem grande , cheio de árvores, tenho aqui no meu pequeno quintal, dois pés de manga espada, e tinha um de manga carlotinha, mas, tive que infelizmente, acabar com o pé de manga carlota, pois aumentei minha casa, e ela ficava bem em frente, já tinha altura de 9 metros, e pela proximade que ela ficou da casa, quando ventava muito, dava a impressão que ela derrubaria a casa, deixando-me apreensiva, com muito medo dela derrubar as paredes e matar meus filhos, então , infelizmente, com meu coração partido tive que retirá-la, choro até hoje porisso.
    Agora lendo atentamente esse site, foi como tivesse aprendido muito, e sei que a árvore é uma vida, minha árvore que foi retirada era de beleza imensa, frutos deliciosos, uma sombra que não deixava minha casa esquentar no verão, ah Deus como ando sofrendo com a falta dessa árvore, sinto como se tivesse tirado um pedaço de mim.
    Estou aqui contando isso, como desabafo, pois plantei e cuidei desse pé , por muitos anos, quando minha filha tinha 2 aninhos, e agora minha filha tem 24 anos, ou seja, foram 22 anos convivendo com essa maravilhosa árvore, e agora, vejo um vazio em seu lugar, e a casa ficou insuportável com o calor.

    Queria um conselho e sugestão de que árvore posso plantar, para suavizar esse calor e dar um pouco de beleza em frente a minha casa e até fazer esquecer um pouco o vazio que me deixou o meu pé de manga. O espaço é pequeno, então gostaria se possível, de saber se há possibilidades de plantar em um vaso desses bem grandes, algum tipo de árvore, que atinja uma altura de no máximo 3 metros e que não seja frondosa (tronco muito grosso), será que posso plantar uma árvore no vaso?, vejo nesses shoppings árvores plantadas em vaso, mais, n sei se é possivel, se a árvore suporta isso. Me ajudem por favor. Se puder, me ensinem que tipo de árvore? Pode ser ornamental também.

    Muito obrigada e desculpe o desabafo.

    Marize

  7. José Rui Fernandes

    Cara Marize, não tem de pedir desculpa. Eu não sei que árvore há-de plantar. Diria que uma autóctone seria o ideal, pois estaria perfeitamente adaptada ao seu clima e condições. Um horto ou um produtor daí poderiam dar-lhe algumas sugestões.
    Deve escolher uma árvore que goste e de porte adequado ao espaço que tem disponível. Eu acho lamentável que muitas árvores sejam abatidas em jardins pequenos exactamente quando começam a ficar mais bonitas e a dar sombra, porque o jardim não tem o espaço necessário. Devia-se pensar nisso antes.
    Eu aqui tenho uma ornamental chamada Lagerstroemia indica. É pequena, bonita, mas aqui apanha muitas doenças.

  8. EDVALDO-CARLOS

    POR FAVOR PRECISO DE UMA ORIENTAÇÃO. PLANTEI UMA MUDA DE CEDRO NA CALÇADA DA MINHA CASA. QUERO SABER SE NO FUTURO AS RAIZES PODERÃO PREJUDICAR A FOSSA SEPTICA QUE FICA BEM PROXIMA E TBEM A REDE ELÉTRICA. E COMO POSSO CUIDAR DELA?

  9. CLAUDIA PATRICIA

    Tenho uma árvore de manga na frente de casa dentrodo pátio com distância de 1 metro – da casa e da grade. Algumas pessoas comentam que ela irá quebrar todo meu piso com sua raiz. Minha DÚVIDA isto realmente poderá acontecer ela está plantada lá – 10 anos e fico com receio. No entanto, não gostaria de ter que autorizar a arrancá-la.

    Por favor me retorne esta informação.

  10. Beatriz Assumpcao

    Tenho um terreno em castelhanos na Ilhabela e estou querendo plantar um pé de mangueira que é filho da mangueira da casa dos meus avos, magueira de mais de 150 anos de idade com um fruto maravilhoso, doce e com pouca fibra. Atras do meu terreno é umido pois 400 metros atras tem um rio e os meus vizinhos fizeram um tipo de barragem do lado deles e meu terrenop se tornou ainda mais umido; eu me pergunto : uma mangueira pode ir bem num terreno assim? Pode me ajudar no futuro a deixar mais seco aquele pedaco de terreno? Senao, qual seria uma boa arvore, de preferencia frutifera e da mata atlantica pra inserir ali num contexto biologicamente correto? Nesse caso plantaria a mangueira do outro ldo que é mais seco.
    Grata pela atencao!

  11. mauricio-rio

    Estou feliz, por saber que tem pessoas com sentimento e que amam as arvores. Isso é muito prazeiroso para mim que sou um apaixonado por arvores, e possuo muitas em quintal de minha casa e também cultivo mudas, as quais eu presenteio para outras pessoas.

  12. wagner - sorocaba

    Olá, tenho uma mangueira plantada de aproximadamente 4 anos, e frutificou agora pela primeira vez. Só que a árvore esta plantada colada em uma fossa séptica. Gostaria de saber se é apropriado comer os frutos dessa árvore e se há risco de contaminação da fossa para os frutos.

    obrigado

  13. José Rui Fernandes

    Eu não posso responder com certeza. Acho que a árvore só absorve os nutrientes depois idealmente decompostos e que não irá incorporar agentes patogénicos na sua estrutura e nos frutos.
    Mas como lhe disse, não sei o que acontece com certeza absoluta.

  14. ivo

    ola,so queria saber se é possivel plantar e cultivar uma arvore frutiféra em um vaso de 18 litros.aguardo a resp. sem mais, oliveira

  15. emanuel

    olá ! gostaria de saber os ciclos de uma mangueira e que plantei a 0,20 do muro meieiro do vizinho e a planta ja mede 1,70 ao lado da mesma tinha um pe de acerola que so dava frutas acida se existe algum meio de controlar seu crescimento por meio de poda eu desmatei odeterminado pe de acerola ele esta dormente e vivo encostado ao da mangueira e a 0,40 cm 01 pe s de erva cidreira
    mato que se faz cha !

  16. Eliane Natividade

    Olá,
    Mudei para uma casa que tem um pequeno quintal (de 3 m X 10m) e gostaria de plantar uma ou duas árvores frutíferas. Pensei em manga e acerola. Elas saõ adequadas. Na vizinhança desenvolvem bem. Sugere outro tipo de frutífera ?
    Sem mais.

  17. José Rui Fernandes

    Não sugiro — não sei. Desconheço a realidade do Brasil.
    Mas, num quintal tão pequeno, escolheria espécies e variedades de pequeno porte, de modo a daqui a uns anos não ocuparem todo o quintal e eventualmente incomodarem os vizinhos.
    Árvores grandes em quintais pequenos, não têm futuro.

  18. Ana Silva

    Olá,
    Tenho um pequeno jardim relvado, no minho- portugal, murado com cerca de 37 m2, gostaria de plantar uma árvore para fazer um pouco sombra para a minha filha brincar. Preocupa-me o tamanho das raízes e facto de poder encomodar os vizinhos, também gostaria de escolher uma árvore de folha persistente. Estou muito indecisa será que me pode fazer agumas sugestões?

  19. José Rui Fernandes

    Para um jardim tão pequeno, deve escolher uma árvore que de futuro não lhe ocupe tudo.
    De repente, pequena e de folha persistente lembro-me das camélias — são muito bonitas e há muitas por onde escolher, mas mesmo aí deve escolher uma de um cultivar pequeno. No entanto, é de crescimento lento e não dá uma copa onde se ande por debaixo.

    Se fosse eu, escolheria uma de folha caduca. Dão sombra no Verão e deixam passar o Sol no Inverno. No Outono pode ter o bónus de cor espectacular, mas o trabalho de apanhar as folhas (que pode compostar).
    Neste aspecto, os Acer palmatum são imbatíveis.
    As magnólias (mais uma vez deve escolher um cultivar pequeno, temos aqui uma que em 8 anos ocupa uma área considerável).
    Uma betula pendula.
    Um azevinho é bonito, mas pica.

    Resumindo, sendo um jardim de uma só árvore, deve procurar uma com interesse em mais que uma estação. A camélia com as suas folhas lustrosas e flores sumptuosas seria a minha primeira escolha para folha permanente.
    Os Acer palmatum a primeira escolha de folha caduca. O ‘Sango-kaku’, ‘Seiryu’, ‘Bloodgood’ ou mesmo o mais comum ‘Atropurpureum’.

    Há outras interessantes do género Cornus mas não as vejo por cá à venda.

    Espero ter ajudado.

  20. Danielli

    Olá gostaria de saber se com um ramo de sakura consigo replantá-la?Espero ajuda em breve pois ganhei um ramo para ornamentação e não gostaria de vê-la morrer!!!!
    Muito obrigada!!!!!!

  21. José Rui Fernandes

    Não sei o que é Sakura. Se um ramo é uma planta num vazo com raíz, acho que a pode transplantar, de preferência no Inverno.

  22. Fredy

    Olá, tenho árvores frutíferas em meu jardim ( Laranja, limão ) já com uns dez anos. Tenho que mudar o pomar de lugar. minha dúvida é: posso transplantá-las? Grato.

  23. José Rui Fernandes

    Teoricamente sim, mas há o risco de morrerem se o trabalho não for bem feito. Tente pedir ajuda a profissionais.
    Transplantar no Inverno.

  24. alpheu de freitas jr

    Tenho um pé de goiaba que está com 20 anos de idade será que ele já está no final do seu ciclo de vida porque de uns tempos para cá ele vem só perdendo galhos
    Qual o tempo de vida deuma goiabeira ?

  25. Flavio

    Eu queria plantar uma enorme arvore, mas se eu plantar as pessoas vao matar as coitadas das arvres

  26. Wilma Guimarães da Silva

    Gostaria de saber o tempo de vida de algumas árvores como: mangueira,oliveira e a cecoia – já li que esta última pode durar mais que um século.

    Agradeço e aguardo resposta.

  27. José Rui Fernandes

    A Mangueira não sei. A sequóia(?) e oliveira, vários milénios. As mais velhas que se conhecem têm mais de 3.000 anos.

  28. ALINE DOMINGUES

    Olá!
    Meu pai trouxe uma manga-carlota do Rio de Janeiro. Pela internet já descobri que ela nasce em cachos cheirosos…mas preciso saber mais. Moramos no Rio Grande do Sul e gostariamos de saber se há possibilidade de plantar uma árvore dessas aqui… como faço? Planto a fruta inteira em um vaso e fico regando, esperando sair um brotinho e qnd tiver raízes eu passo para o solo? Será q dá certo assim? Tem posição correta de se colocar a raiz no vaso com terra? Deixo no sol? Onde posso encontrar informações a respeito do tema?
    Agradeço a todos q puderem me dar um help!
    P.S.: Receberei pelo e-mail as respostas tbm? Seria mais fácil… mas igual entrarei no site para ver se alguém deixou alguma dica para mim.
    Beijos
    Aline

  29. Nuno Ferreira

    Caro amigo!
    Em 1º Lugar
    Sou um amante das árvores e de todo o reino vegetal… e este blog está de parabéns..è sempre bom identificarmo-nos com algo e encontrar alguèm que dá valor ao mesmo que nòs…

    Possuo na zona de Tavira/Algarve litoral um terreno de familia com um Hectare de pomar misto de sequeiro tradicional Algarvio(Alfarrobeiras, figueiras, amendoeiras e Oliveiras…
    Neste momento estou a fazer a recuperação do terreno pois este até agora esteve em abandono.
    Neste momento deparo-me com uma situação para a qual peço a ajuda possivel que me possa dar…

    Por debaixo da copa de quase todas as árvores(algumas centenárias) do terreno crescem da semente jovens árvores cujo crescimento está “descontrolado”por serem mesmo muitas(jovens oliveiras debaixo de figueiras e de alfarrobeiras por ex)…até de espécies que só existem em terrenos vizinhos(pinheiros e azinheiras a nascerem debaixo de ávores de frutos secos por ex.).

    Após a contagem conclui que tenho á volta de 45 jovens pinheiros,160 jovens Oliveiras, 20 azinheiras,15 amendoeiras.Nem os meus avós se lembram de ter tantas árvores pequenas a nascer na mesma altura…

    Gostaria muito que elas crescessem mas não nos sitios onde estão por implicarem a vida das outras; recolhendo-as para no futuro replantá-las em locais que tenho que definir.
    As minhas dúvidas são:

    -Como posso recolhe-las e envasá-las sem as danificar?
    -que cuidados tenho de ter neste processo?
    -qual é a melhor época para as recolher?

    - qual o tipo de vasos que devo usar?

    -como lhes dar uma vida confortavel e faze-bem las crescer em vasos enquanto não as replanto?
    -Acha útil a construção de um viveiro?ou estufa?
    -qual é a melhor época para as replantar?

    -Quais destas espécies são melhores para cercar o terreno?
    -Ouvi dizer que os pinheiros são prejudiciais em terrenos agricolas é, verdade?
    __________________________________________________________

    Bem, que dor de cabeça…hehe
    Sei que são muitas questões.
    Espero que me possa ajudar como puder…

    Um Abraço.

    Nuno Ferreira

  30. José Rui Fernandes

    Caro Nuno Ferreira, agradeço ter passado por cá. Essa plantação que tem debaixo das árvores parece ser um trabalho dos nossos amigos pássaros…

    Tem que as levantar da terra com um torrão e um bom sistema radicular. Vai sempre danificar algumas raízes, mas evite danificar as principais.
    Transplantá-las para vaso não será a melhor solução — são árvores e precisam de espaço. É uma solução para um ou dois anos. O ideal era colocá-las já em local definitivo.

    A melhor época é agora, até ao fim do Inverno.

    Tem que escolher uns vasos de tamanho adequado às plantas que aí tem. Verá que têm mais raízes do que lhe possa parecer. Pode podar as pontas das raízes para tentar que caibam nos vasos.

    A vida confortável era, como disse, colocando-as no local definitivo. Água no Verão, durante os primeiros anos e é tudo. Não precisa de estufa.

    Não sei responder às duas últimas questões. A questão dos pinheiros parece-me mito urbano (quer dizer, rural). Todas as árvores precisam de nutrientes para viver e projectam sombra nos terrenos agrícolas. Talvez os pinheiros apenas tenham ganho alguma má fama.

  31. Helena

    Boas, tenho um terraço enorme aqui em Lisboa que tenho pena de ver vazio (só com algumas plantitas e cactos). Queria plantar algumas árvores em vasos mas desconheço qual o tamanho adequado desses vasos e as melhores espécies de árvores para esse efeito. Disseram-me que tanto com a oliveira como com a laranjeira se poderia fazer isso???

    Obrigada

  32. Lucia Andrade

    Olá!
    Acabei de adquirir um terreno que já possui algumas árvores: duas goiabeira, uma mangueira jovem, um abacateiro e bananeiras, mas gostaria de plantar outras com a intenção de isolar a vista do meu terreno de uma construção ao lado, propiciando mais privacidade. Além disto adoro árvores e quero unir o util ao agradavel.
    Quais as espécies de arvores que crescem mais rápido? propiciando um boa copa?
    Posso replantar a mangueira que já possui uns tres metros de altura em outro local sem danificá-la?
    O local fica em Duque de Caxias, RJ. Local urbanizado.
    Envie-me sugestões, por favor.
    Obrigada
    Lucia

  33. José Rui Fernandes

    Helena, pode ter fruteiras em vasos grandes e até culturas (um bom exemplo é a Gayla Trail do blogue http://www.yougrowgirl.com — é uma leitura por vezes fascinante). Um terraço pode ser um verdadeiro jardim, mas exige cuidados, trabalho e alguma dedicação.
    Existem árvores de cultivares pequenos, mas na minha experiência, achei difícil adquirir cá. Nos hortos, uma laranjeira é uma laranjeira e não há grande escolha. Se investigar em sites ingleses pode encontrar uma série de fruteiras em cultivares pequenos. Mas tem de ter a paciência e a despesa de as importar.
    A groselheira é um arbusto pequeno e bonito que fica bem num vaso.

  34. José Rui Fernandes

    Lucia, para sugestões seria melhor o contacto com algum blogue do Brasil, que conhecesse as plantas daí, o clima e essas coisas todas. Eu estou em Portugal, não tenho muitos conhecimentos.
    A transplantação pode correr bem, mas tem de arrancar a árvore com um grande torrão e bom sistema radicular, tendo o cuidado de não danificar as raízes principais. Isto no geral, porque nessa árvore em particular, não sei dizer se a pode prejudicar irremediavelmente.

    Se fosse aqui, árvore para privacidade de crescimento muito rápido seria o cipreste Leylandii (http://en.wikipedia.org/wiki/Leyland_Cypress). Mas tenha em atenção que a sua sombra cobre tudo, incluindo os vizinhos.

  35. Augusto Areal

    Olá,

    Antes de mais nada, parabéns pelo site.

    Bom, minha dúvida é que tenho plantado flamboyants, e vejo que alguns começam a se dividir em vários brotos quando ainda estão baixos. Se eu deixo um flamboyant de, digamos, 1,20m dar brotos laterais, estes brotos “sobem” quando a árvore vai crescendo (fazendo galhos que quando a árvore estiver grande já não parecerão tão baixos assim)?

    Ou devo deixar apenas os brotos que estão no topo da árvore, para que ela “suba” bastante antes de começar a abrir?

    Obrigado

  36. José Rui Fernandes

    Obrigado — acho que não o posso ajudar sabe porquê? Porque tive de ir ver o que é uma árvore “flamboyant”. Bonita não há dúvida, mas não conhecia.
    É uma fabaceae (Delonix regia?) — desconfio um pouco das árvores desta família, em termos invasores. Espero que não seja o caso.
    De qualquer modo, acho que tem que ir retirando esses rebentos leterais se é essa a condução que quer dar à árvore — e se os cortar com eles pequenos, a marca que fica será praticamente imperceptível. Corte pelo menos um ou dois andares inferiores. E depois vá observando como cresce. Há plantas que cortando um desses ramos, nascem depois dois ou três, espero que não seja o caso.

  37. Mariana Dias Benedetti

    Eu queria plantar uma árvore porque eu quero fazer um bem para as pessoas que ainda estão por vim e por mim mesma!!Hoje em dia plantar uma árvore é essencial…todos deviam fazer isso…Eu acho que o governo podia dar alguma recompensa para as pessaos que plantassem uma árvore…assim eu achu que as pessoas ajudaria para o bem delas mesmas!!!Ah…eu queria saber onde eu pooso plantar uma árvore??

  38. Luiz G. Piccoli

    Estou aqui para relatar minha indignação, comprei um terreno aqui em paranapanema, interior de SP, onde estou plantando varias arvores, dos quais tive que comprar todas, e são todas nativas, nossa prefeitura não apoia em nada.(logico que não me arrependo em nada, pois agora tenho minhas proprias arvores)

  39. Gil Rodrigues

    Gostaria saber a sua opinião relativamente ao plantio de um Acer Palmatum num pequeno jardim (60m2), na zona de Azeitão. Neste jardim esta igualmente plantada uma Magnolia Denudata. Todo este espaço foi renovado, uma vez que anteriormente existia, 4 laranjeiras, um Damasqueiro e ainda uma Limoeiro ????.
    Pelo que li este Acer não ira muito alem dos 4 mts de altura, mas em largura !!
    abraço

  40. José Rui Fernandes

    Há muitos Acer palmatum. O mais comum nos hortos portugueses será o Acer palmatum ssp. atropurpureum.
    Temos um no jardim (tem uns 50m2) e ainda outro Acer palmatum ssp. dissectum. O primeiro atinge 3m em 10 anos talvez, a largura outro tanto (mas pode ser levemente podado para o formar — eu praticamente limito-me a remover ramos secos). O segundo 1,-1,5m (mas alarga muito, tendo os ramos e as folhas a pender para o chão).

  41. José Luís Ganhão

    Boa noite

    Tenho uma figueira no jardim e necessito de a secar sem ter de a arrancar, venho solicitar uma ajuda se sabe de algum produto que a possa secar ou algum método de o fazer.

    Obrigado pela atenção

  42. Maria Luiza Martins

    Belo Sargaçal de José Rui: PARABENS. Escrever sobre árvores é falar da vida. Pelo visto, vc. é de Portugal. Só quero te contar que é considerada no Brasil o IPÊ como a árvore mais bonita; sim é belísima. Mas ganhei uma muda no HORTO do RIO,RJ, há trinta anos e a plantei no sitio na Serra em Petrópolis. Caro José, ela é a árvore mais bela que já vi: APICULATA é o seu nome=belo tronco meio liso e alto de uns 4 ou 5 metros,ramagem farta e delicada, floração amarela e depois nasce no centro um cacho vermelho, de sombra ampla c/ frescor;dá muitas mudas que transplanto e dou.Amor e prazer é o que a Apiculata dá a um lugar e às pessoas. Ela é linda e pela minha experiência ela gosta de terra fresca,
    e muito sol. Sob ela é como um ar condicionado. Uma Apiculata abriga todo um estacionamento. Não sei seu nome científico. Mas é um prazer falar dela aqui no seu espaço, que além da beleza dela, ela passa muita VIDA. Abraços a todos Maria Luiza.

  43. Mônica

    olá sera que voces podem me ajudar eu gostaria de saber que tipo de planta que se pode plantar em pomares??

    obrigado por tudo!!

    beijosss

  44. José Rui Fernandes

    Maria Luiza: Obrigado pelas suas palavras. Não conheço a Apiculata, mas vou investigar.
    Mônica: Nos pomares plantam-se árvores de fruto.

Comments are closed.