Os problemas dos citrinos do quintal

Cochonilhas e Mosca-brancaComo disse, depois de contactar a Garden Organic (HDRA) fiquei bastante desiludido. Apesar de prestáveis (também faz parte dos direitos dos associados, obter resposta a estas questões), esperava outra capacidade técnica, mesmo tratando-se de pragas que não farão grandes aparições no Reino Unido.
Acontece que também sou membro da Royal Horticulture Society (RHS) e perante a incapacidade da Garden Organic, contactei-os com as mesmas questões.
A resposta chegou no dia seguinte através do senhor Andrew Halstead, entomologista principal da RHS.

Os citrinos estão atacados por vários tipos de pestes. As folhas com uma espécie de algodão branco e um líquido que parece cera, estão provavelmente infestadas pela Mosca-branca lanígera dos citrinos1. Os adultos são pequenos insectos de asas brancas que se enconteam habitualmente debaixo das folhas mais novas. As ninfas imaturas parecem cochonilhas, mas estão cobertas por uma espécie de algodão branco, fazendo com que as folhas infectadas pareçam infectadas por um fungo. Excrementos de Mosca-branca e outros insectos sugadores de seivaOs glóbulos peganhentos são excrementos açucarados produzidos pela mosca-branca e outros tipos de insectos sugadores de seiva.
Uma outra peste presente são cochonilhas (Planococcus citri). Pequenos insectos cinzento claro que infestam habitualmente as partes relativamente mais inacessíveis da planta, como as axilas das folhas (na primeira fotografia podem ser observados nas próprias laranjas). As cochonilhas também segregam uma substância branca em volta do corpo e podem produzir também os excrementos adocicados.
Estrago produzido pela Traça-mineira dos citrinos e uma joaninhaO pequeno insecto preto que se vê na fotografia é provavelmente uma espécie de joaninha, predador tanto das cochonilhas, como da mosca-branca.
Por fim, a terceira praga são as lagartas mineiras de uma traça específica dos citrinos e que se estabeleceu na Europa há cerca de 15 anos apenas. As diminutas traças adultas depositam os ovos na folhagem e depois de eclodirem, as lagartas penetram nas folhas, produzindo túneis sinuosos enquanto se alimentam. Isto causa uma descoloração prateada na parte superior das folhas afectadas, nos locais onde os tecidos internos foram comidos.
Estrago produzido pela Traça-mineira dos citrinosA solução biológica pode ser a que tenho usado que é Savona (óleo e sabão, mas numa solução pré-preparada). De qualquer modo o senhor Halstead confirma algo que descobri entretanto: Os óleos hortícolas têm muito pouca permanência e sendo insecticidas de contacto têm de ser utilizados de forma abundante e frequente.
As larvas mineiras são muito mais difíceis de controlar porque não só produzem várias gerações durante o Verão, como as lagartas estão escondidas de um insecticida de contacto, como o Savona. A minha sugestão é arrancar as folhas mal o problema seja detectado e queimá-las.
Muito interessante a informação que no Reino Unido os únicos insecticidas autorizados para os citrinos são os biológicos como o Savona.

1 A tradução está basicamente literal, não sei se em português o nome será este.

84 Responses to “Os problemas dos citrinos do quintal”

  1. seabra

    Boas tardes,a todos os que por aqui aparecem. Pois eu fiz a experiência com as garrafas amarelas e os buracos e não me caiu lá dentro “ninguém”! Experimentei com copos de plástico, que pintei de amarelo, e fiz 2 furos de cada lado do copo para colocar um fio e pendurar em todas as árvores com fruto. Pus lá dentro vinho tinto e açucar, e não é que tem dado resultado!! Tenho lá moscas, e outros “animaizinhos” que não sei o que são, parecem aboinhas castanhas, tipo mosquito(?!)
    Para responder à questão dos pessegueiros,pratico agricultura biológica há pouco tempo,sou uma hortelã caloira, e devo dizer que tenho dois pessegueiros aqui na zona de Alcochete, aí com dois e meio,e no ano passado deram 4 pêssegos. Este ano, apesar de serem pequenos encheram-se de fruto que até os ramos dobravam e tive receio que se partissem!Vinham com uns ramitos podados do viveiro mas eu nunca mais os podei e limito-me a dar-lhes adubo orgânico, mais ou menos em Outubro/Novembro e composto em Março,mais ou menos. Também apresentaram folhagem com a lepra do pessegueiro mas eu fui arrancando as folhas doentes e o problema foi ultrapassado! Sr. José Fernandes vale a pena tentar ter pêssegos, é preciso ter paciência, falar de vez em quando com o pessegueiro:)) e ele fará a sua parte! Boas culturas para todos!!!

  2. M Cardoso

    Sra. Seabra:
    Os pessegueiros devem ser podados anualmente, cortando os ramos velhos e os novos que não interessem, de modo a deixar a árvore arejada e bem formada, e depois cortar 2/3 dos ramos novos bem colocados para frutificar no ano seguinte.
    Isto pode ser feito logo que a árvore perca a folha.
    Veja o que vou escrever a seguir sobre nectarinas (pêssegos carecas).
    Boa colheita

  3. M Cardoso

    Caros colegas aprendizes de fruticultores:
    -Tenho que vos dizer que nós, os “pequenos”, estamos tramados! Existe resposta para tudo, mas para os “grandes”.
    -A brasileira Embrasa dá dicas para armadilhas, mas, os produtos químicos que indicam, não aparecem no mercado. Também se fala em ureia, mas, para além da urina, descobri que se vende como adubo, mas só em sacos de 40ks.
    Então, restou inventar e experimentar.
    -O ano passado fui um “cristo” com as cochonilhas dos citrinos e o bicho nas nectarinas (pêssegos carecas).
    Nos citrinos, resolvi para já o problema, aplicando a calda bordalesa em novembro e fevereiro e super-pop na proporção de 1/100 nos intervalos, conforme alguém informou neste espaço. Este ano não tive problemas, mas continuo a aplicar o super-pop de tempos a tempos.
    -Quanto às NECTARINAS, o ano passado não comi nem uma!
    -Para este ano, apliquei a calda bordalesa no inverno e antes do abrolhamento. Apliquei também no solo a calda e um químico para moscas (não sei se sabem que a larva ao sair do fruto se enterra no solo a hibernar e sai já mosca para atacar e continuar o ciclo).
    -Depois, com os frutos em meio crescimento, coloquei armadilhas com sardinha segundo a informação acima do sr. PEREIRA FRANCO, e estou num sininho! Tenho frutos lindos de tão vermelhinhos, sem bicho, que já começamos a comer.
    -Qual a mezinha que resultou? Não sei. Talvez todas!
    -Uma nota: os furos na garrafa devem ser feitos a 5/7cm acima do isco e não em cima, porque aí as moscas saem com facilidade porque procuram a luz da parte superior e encontram facilmente os buracos.
    Boa sorte a todos.

  4. Benito Tavares Polonorte

    Sr. José Rui Fernandes, tenho em meu quintal alguns pés de laranja mimo enxerto, tenho notado uma película preta que recobre as folhas ao esfregalas soltam-se em finas camadas. Por bondade Sr. o que devo fazer.

  5. M Cardoso

    Novo problema com pessegueiros e peço e agradeço ajuda:
    Um destes dias encontrei nova bicharada num dos meus pessegueiros. Trata-se de um inseto escuro, tipo carraça mas gordo, tipo bola, com muitas pernas, que ao esmagar larga um líquido vermelho, semelhante a sangue.
    Estavam amontoados às dezenas nos ramos da árvore, mas só na face inferior dos mesmos. O que será?

  6. irene sardinha de morais

    que doença e que as folhas das laranjeiras da uma cor senti-lada e enrrola diminuindo as flohas principalmente nos brotos novos me responda urgente visite meu blog ate nas acerolas

  7. irene sardinha de morais

    cacto orquidea tem mais de 4 anos que eu tenho esse cacto orquidea mas ele nunca deu flor e nunca saiu desse tamanho porque ele sempre apodrece o pe e eu planto denovo como eu faço pra ele ficar lindo porque a flor dele e cor de beterraba ele e lindo me ajuda a sal valo? obrigado

  8. JOAO SANTOS

    Tenho um limoeiro que secou completamente, apos varios anos a produzir bastantes limoes. Não encontro explicação.Tenho dado adubo, mas sem resultado. Devo corta-lo, ou haverá outra soluçao ?

    Obrigado

    joao

  9. nuno

    eu utilizo a calda bod c bons resultados sempre antes da floracao. nos troncos apos o inverno meto fita cola e sobre esta meto cola para apanhar ratos. isto impede a subida das formigas que pioram em muito o estado das arvores pois tratam as especies infestantes das arvores como se trata se de um rebanho e protegem nas dos seus predadores naturais. para apanhar toda e qualquer mosca da fruta, utilizo as garrafas penduradas mas nao pintadas. simplesmente meto la dentro caramelo misturado c uma colher de cha de po para matar baratas. elas entram comem e morrem felizes.

  10. M Cardoso

    JOÃO SANTOS
    Nada a fazer: só cortar e plantar outro.
    Em situações dessas, deve vigiar a raiz antes que seque, para var se tem muitas minhocas agarradas a comer a casca. Nesse caso, pisa-se a raiz, deita-se uma calda de cal, deixa-se secar e cobre-se de novo com terra.

  11. M Cardoso

    IRENE SARDINHA
    Não percebo bem o seu texto, nomeadamente quando diz “cor senti-lada”, que deve ser uma gralha.
    De qualquer modo, veja dentro da folha se tem um casulo de larva e diga algo.

  12. M Cardoso

    SR. BENITO TAVARES:
    O sr. Rui Fernandes abandonou este espaço, infelizmente.
    Pela minha experiência, dir-lhe-ei que se tratará de míldio.
    Por baixo da folha terá uma “pasta” esbranquiçada, que é a formação de cochonilha ou mosca branca.
    Veja acima o que eu e outros colaboradores já informámos sobre o assunto.

  13. José Rui

    Não abandonei totalmente, a disponibilidade já não é a mesma infelizmente. E é pena não haver mais visitantes a interagir nos comentários. A verdade é que sei pouco e a partir de certa altura nunca foi possível responder a tudo.

  14. José Apolinário

    Caros senhores sou novo nesta coisa das pesquisas mas li coisas coriosas e enteresantes que já estou a experimentar.
    O sº M. Cardoso fala de uns bichinhos nos pessegueiros, tambem tive os tive cá várias vezes nos dois primeiros anos apliquei todos os inceticidas que conheço para tratar arvores nada resoltou. um dia estava a aplicar remedio das moscas numa planta e lenbreime de experimentar, foi tiro e queda, desde esse dia quando eles aparecem é assim que tenho resolvido.

  15. Seabra

    Olá a todos. Já há algum tempo que não venho aqui. Vejo que tem havido pouca “conversa” ultimamente, no entanto, vou expôr o meu problema, pode ser que me dêem uma resposta.Tenho uma laranjeira que comprei,faz agora um ano, e que vinha bonita com 8 laranjas. Já tem aí 4 ou 5 anos. De Março de 2012 até agora tem vindo a definhar! Começou a ter as folhas amarelas, depois começou a perdê-las e agora só tem uma folha e está cheia de botões de flor! Alguns ramitos secaram.Tenho mais duas mas não lhes aconteceu nada, só têm as folhas um bocado para o verde claro . Não utilizo quimicos. Já lhe dei azoto e pus compostagem mas ela parece que quer morrer! Já me secou uma assim no ano passado, perto desta. O que será? A terra é a mesma e trato-as igualmente!

  16. Manuel Cardoso

    Sr. Seabra:
    Veja o que opinei em 30/01 num caso idêntico.

  17. Seabra

    Sr. Manuel, obrigada pela resposta! A laranjeira não teve nem mildio, nem lagarta mineira,nem piolho (afideos) e muito menos minhocas porque o meu terreno ,infelizmente, ainda não as obteve, o que faria bem à drenagem, quando chove muito.Ela começou com folhas a cair, sem mais nem menos. Já me disseram que, quanto maior se compra uma árvore, envasada, mais dificil será a sua adaptação ao terreno em que é colocada. E pode acontecer isto, não sei. Presentemente, tem três ramitos com folhitas minúsculas a nascer, poucas. Há ramos já secos. Não sei se ela vai dar mais folhinhas… Agora aconteceu-me uma coisa deveras extraordinária!!! Nem sei que diga porque não percebo como pode ser. Passo a explicar: Como já disse atrasadamente, no ano passado, morreu-me uma laranjeira novita,começou com a folha amarela e depois caiu toda. Os ramos secaram. Eu tirei-a da terra e para recordação (somente por algum tempo,é claro)pu-la num vaso grande e não sei por quê pus-lhe adubo e este ano o que fiz às outras, fiz-lhe a ela. No fim-de-semana que passou estava a pensar em tirá-la do vaso e deitá-la fora, olho para a laranjeira e vi que do tronco seco estavam a nascer folhinhas! Não compreendo bem o que se passa, nem sei se vai nascer dali mais alguma surpresa mas que é muiito interessante é!! Boas…

  18. Manuel Cardoso

    Sra. Seabra
    Quanto à do “milagre”, deixe andar porque elas não secam logo totalmente. Continue a regar sem exagerar.
    Quanto à outra, há um tratamento de choque que resulta, devendo ser feito entre março/abril, mas ainda vai a tempo.
    Pegue em algo contundente, um ferro por ex. e pise o tronco todo sem fazer saltar a casca e sem pisar muito a casca interior, junto ao lenho. Isto permite que a seiva suba com os respetivos nutrientes, porque as plantas por vezes também têm as “veias” entupidas. Cumprimentos

  19. José Rui

    Caro Manuel Cardoso, isso é a versão do popular “dar uma coça no limoeiro/laranjeira”? A única explicação que li para algo assim resultar é a planta entrar em stress e começar a florir e frutificar (para se reproduzir e perpetuar-se).
    Eu tenho aqui um limoeiro há anos e deu este ano o primeiro limão, prefiro esperar e ter paciência. Cheguei à conclusão que num Mundo rápido também tenho de apreciar as coisas lentas.

  20. Seabra

    Obrigada,Sr.Manuel Cardoso pela resposta, mas tenho receio de dar “cacetada” de mais à árvore e feri-la. Vou aguardar,como faz o Sr. José Rui. :))

  21. Fernanda

    Boa tarde.
    Vi pela primeira vez este blog,e achei muito interessante,pois tenho um terreno onde comecei por plantar laranjeiras em outubro do ano passado.Agora reparo que existem um mosquitos minusculos com uma asa comprida que se apoderam das folhinhas novas.Será bicho? Devo fazer alguma coisa para o seu desaparecimento?Também as oliveiras que foram plantadas em outubro do ano passado,estão cheias de formigas.Alguém me pode dar uma ajuda sobre o que fazer?
    Muito obrigada

  22. Manuel Cardoso

    O.K.
    No meu caso já tive de usar essa solução de recurso em citrinos porque lavávamos uns galinheiros para o quintal e quando vi as árvores a definhar, com a folha amarela, fui ver a raiz e estava comida porque tinha mais minhocas do que terra.
    Pisei as fortes ligeiramente, deitei água de cal, cobri com terra e passados uns meses comecei a ver tantas raízes à superfície que tive de sachar para eliminar as mais superficiais e cobrir novamente com terra. As folhas, flores e frutos, agradeceram. Cumprimentos

  23. Andreia

    Boa tarde,gostaria de uma ajuda se posivel,meu pe de pokan brotou varios brotos novos,só que apareceram varias abelhas pretas e estao sobre as folhas novas parece-me que elas estao melando as folhas o que fazer?Isso é natural ou tem alguma coisa errada,por favor me de uma dica sou leiga bo asunto nao sei o que fazer?
    Obrigada.

  24. Monteiro

    Travo, há anos, uma luta “danada” com as pragas que afectam os meus limoeiros e laranjeiras (tudo: lagarta mineira, mosca branca, cochonilha algodão, cerosa, este ano até cochonilha negra…, fumagina, ).
    Aplicar óleo de verão em simultâneo com alguma coisa?
    Tenho receio, no entanto, de destruir insectos bons que andam por aqui (abelhas, por exemplo).
    Os frutos, também ainda estão pequeninos, na sua maior parte ainda não têm tamanho de uma noz.
    Mas se deixo as pragas avaçamrem, vai ser cada vez mais difícil. É que acho que já estão a contaminar outras plantas: hera e até azevinho.

    O pop-limão pode ser utilizado em qualquer altura? Não mata as árvores nem a “bicharada” boa?

    Desculpem esta minha questão tão longa…

    Já agora, alguém me explica o que é e como obter SAVONA?

    Ben hajam pela atenção que me dispensarem.

  25. Manuel Cardoso

    Sr. Monteiro, eis o pouco que posso ajudar:
    -Eu tive o mesmo problema até há 3 anos atrás e só resolvi com muitos químicos lá para fins de agosto ou setembro.
    -Pop-limão pode usar uma vez por semana, que não prejudica nada: segundo opiniões colhidas, terá como função isolar as larvas, não as deixando desenvolver. Eu uso a dose de 50ml para 3,5 litros de água.
    -Por isso creio que serve apenas como preventivo.
    -Parece-me que na sua situação só com químicos, mas só a partir de julho.
    -Penso que já alguém explicou neste blogue, mais atrás, como se faz a savona. Se bem me lembro, faz-se diluindo sabão azul, do antigo, em água. Mas também me parece que o super-pop é um substituto dessa água de sabão.
    Boa sorte

  26. Seabra

    Sra. D. Fernanda e sr. Monteiro, eu sei pouco mas já sei alguma coisa para lhes poder dar dicas, fruto da minha pouca experiência mas também me ensinaram. As formigas na oliveira são fruto de algo que está mal com a oliveira. O mais provável, agora , no verão, é a cochinilha e os afideos. Deve pulverizar com sabão de potássio que se encontra à venda no Aki, ou em lojas próprias de agricultura que vendem estes sabões com vários nomes. Pulverize de oito em oito dias ou 15 em 15 dias, conforme o ataque da cochinilha mas sempre à tardinha por causa do sol e do calor não fazer mal à árvore, que deve ser regada antes, principalmente quando se pulveriza com óleo de verão que também é para estes males. Em Setembro/Outubro deve pulverizar a oliveira com calda bordalesa por causa das chuvas que se avizinham e que farão com que a azeitona nasça saudável no verão seguinte. Evita a gafa e outras doenças. Sr. Monteiro a sua luta com os citrinos é a minha mas eu tenho “investigado” tanto e feito perguntas que este ano tive essas pragas todas mas em muito menos quantidade e apanhei-as logo de início. A maior prevenção é a observação da árvore semana a semana. Quando se vir o primeiro foco de qualquer destas doenças é agir logo com o sabão de potássio, (que eu já disse em cima) porque de início, a cochinilha e os afideos desaparecem. Se o ataque já estiver muito avançado pulveriza-se com óleo de verão o que eu nunca fiz porque a árvore precisa de estar muito bem regada e ser bem regada, saber dosear a rega e no verão com calor e sol é arriscar um pouco a vida da árvore com o óleo, é a opinião de um engenheiro agrónomo. Eu vi um pouco de algodão nas folhas e pus logo sabão e nas árvores saudáveis também. Esfreguei com a mão o pó branco dalgumas folhas e agora, por enquanto estão bem.Tem que se estar sempre a vigiar. Quanto à lagarta mineira, este ano também tive um bocadito por culpa minha. O engenheiro agrónomo(a quem faço perguntas) disse-me para eu, em Maio/Junho pôr um produto biológico (só uso bio) que me vi “grega” em encontrar. Chama-se “Stinctor” , não tenho aqui o produto, por isso o nome pode não estar muito correto mas é para a lagarta mineira. Um frasquinho pequeno custou-me 12.50€ . Depois devia tornar a pulverizar 15 dias depois e eu não fiz. Agora apareceram umas folhas com a lagarta e eu pulverizei logo. Não sei se vou conseguir evitar o alastramento, vamos ver. Devia ter continuado a prevenção desde Maio/Junho.
    Espero ter ajudado!
    Até amanhã….

  27. Manuel Cardoso

    AS NECTARINAS-O FIM DE UM CICLO:
    Escrevi em 23/07/2012 que estava num sininho com a produção das m/ nectarinas: puro engado, porque a Natureza pregou-me uma partida.
    Estavam de facto vermelhinhas e bonitas, mas, ao abri-las, lá estava a bicharada no caroço.
    Este ano fiz um teste: pulverizei com químico na floração, enquanto esta durou, coloquei as armadilhas como disse em 2012, plantei hortelã pimenta à volta das árvores, como aconselham os produtores bio, e fiquei com a seguinte certeza:
    O bicho no caroço provém dos ovos que as borboletas põem na flor; a mosca do mediterrâneo ataca na casca do fruto maduro, começando este a apodrecer de fora para dentro, salvando-se se forem apanhados bem cedo e vigiados para serem comidos antes que as larvas se desenvolvam. Os produtores não têm este problema porque a seguir à apanha os lavam com químicos, eliminando os ovos.
    Como não uso normalmente químicos, tomei uma decisão drástica: vou cortar as árvores, porque contra factos não há argumentos.
    Cumprimentos a todos

  28. Seabra

    Sr. Manuel Cardoso não corte ainda! Dê-lhes mais a oportunidade de outro ciclo. Compre daquelas fachas amarelas, com cola, que se vende no Aki, que é para a mosca da fruta, do pessegueiro, macieira, oliveira,etc. Experimente este ano a colocar isso. Eu pus desde Maio, para os pessegueiros e eles ficaram cheios de moscas mortas colocadas. Não tive esse problema. É biológico.
    Até breve.

  29. jose batoca

    excelente mas pena que pouca gente comente
    vou tentar ser colaborador frequente

  30. Manuel Cardoso

    Sra. Seabra:
    Agradeço e aprecio a sua preocupação e sensibilidade para com as árvores. Também me dói cortar qualquer árvore, mas no caso dos pessegueiros tem que ser: ando há cerca de 5 anos a tentar salvar alguns pêssegos, com armadilhas de todo o género, como as fitas, garrafas com sardinha, com açúcar mascavado e sumo de laranja, até urina porque a brasileira EMBRAPA recomenda ureia, e outros produtos que vou lendo, e nada resulta. O sr. Rui Fernandes tem razão: sem químicos não há pêssegos.
    Pelo menos fiquei um expert quanto a esta bicharada.
    Sobre o seu pedido, lamento mas nada posso fazer, como escrevi acima: a decisão está tomada e até já transitou em julgado: dei-lhe muitas oportunidades e eles não se regeneraram. Daqui a umas centenas de anos ou milénios, espero que se adaptem e ganhem defesas para esta mosquinha com as asas cor de rosa, bonitinha, como convém a todas as fêmeas quando querem enganar (principalmente os seus machos).
    Desejo-lhe boa sorte
    Cumprimentos
    M Cardoso

  31. HEITOR RUFO

    Estão a cai laranjas ao chão com um pequeno furo (penso ser picada de inseto)e semi podres

  32. MC

    Obrigado a todos pela boa disposição e grande gargalhada , que me proporcionaram, pois sou tambem um estudioso amador destes temas e gosto de saber cientificamente o porque das coisas e aqui encontrei casos praticos que funcionam, mas cujas explicaçoes, são engraçadas e pouco tem a ver o comportamento na pratica.

  33. Henrique Silva

    Quem me pode informar?
    Tenho um limoeiro carregado de limões. Após este período de chuva estão todos arejados e vão todos cair.
    Devia ter feito alguma prevenção?
    Ainda poderei fazer alguma coisa?

  34. Manuel Cardoso

    Sr. Henrique Silva
    Veja o que informei em 30-01-2013.
    Se não houver minhocas, pise as raízes mais grossas e cubra com terra e regue. Vão nascer muitas raízes novas.
    Não sei a zona onde está, mas, se for em local muito húmido e encharcado, podem as raízes ter melado e não há nada a fazer.
    Este ano fui vítima dessa situação, o limoeiro não floriu depois de dezembro como era habitual e os limões que tinha também pouco cresceram, verifiquei que a casca tinha secado na base e a solução foi plantar outro pertinho do anterior para cortar este quando gastar os limões ainda existentes.
    Boa sorte.

Leave a Reply

Basic HTML is allowed. Your email address will not be published.

Subscribe to this comment feed via RSS