Nada mais

Não tinha ressentimentos porque nada mais poderia esperar dos homens e porque tinha pelo menos uma causa para satisfação: aquele rosto amarelo, em quem não se podia confiar, estaria ausente no momento da morte.
—Graham Greene (O Poder e a Glória)

Outros artigos de interesse

Deixe uma resposta

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.