O confinamento não deve acabar antes de existir uma vacina +

Depois do vírus passar, o seu mundo não irá voltar ao normal
Buzzfeed.

Fazer uma máscara em casa
Washington Post. E no New York Times.

Francês resgatado nas montanhas depois de quebrar a quarentena para ir comprar cigarros a Espanha
Tenho de respeitar estes viciados… Tentam atravessar montanhas para aplacar o vício e nem do vírus têm medo! Não entendo como se liquida a economia com esta facilidade e não se proíbe pura e simplesmente o tabaco que tanta morte e sofrimento causa. CNN.

Entrevista com a cientista Akiko Iwazaki
Estuda imensas áreas relacionadas com virologia, muito informativa. Rockfeller University Press.

Land art de Tanya Preminger
Gosto especialmente das alterações à paisagem cobertas de erva.

O homem que viu a pandemia chegar
Dennis Carroll. Nautilus.

A Finlândia é a nação preparada da Europa
Desde a Segunda Grande Guerra que os finlandeses estão preparados para a terceira ou alguma coisa que aconteça. New York Times.

Covid-19: Açores registam primeira morte
Morte por Covid-19 ou com Covid-19? Tudo indica que era um doente com 90 anos, já internado, infectado pelos próprios profissionais de saúde. Nada indica que faleceu por esse motivo. Também conta para os números da pandemia, é inexplicável. Tal como é inexplicável as nossas ilhas terem continuado a receber gente sem qualquer controlo já em plena pandemia. Jornal Económico.

Marcelo Rebelo de Sousa fez teste serológico e não está imune
Como previsivelmente 99% da população. Não há como este indivíduo para serenar os portugueses. Entretanto o tal “isolamento voluntário” em plena crise continua por explicar, gostam tanto da retórica bélica para descrever esta crise, é este o general? Observador.

No norte da Índia consegue-se ver os Himalaias pela primeira vez em décadas
Ou pelo menos é o que diz a CNN.

O confinamento não deve acabar antes de existir uma vacina
Obviamente, pela mesma lógica e premissas que levaram à situação actual. The Lancet (PDF).

Deixe uma resposta

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.